quarta-feira, 26 de março de 2014

Acerto 1 [Extra]

...
...

          Enfim, publiquei Hoje o Livro de Enoque a partir da explosão da voz na sala de casa [02/08/07] na confirmação da Obra em minha vida .. [e longe de sabedorias alheias ao Espírito]. Eis neste dia, a Luz dos 24 Anciãos!


          Esta lauda foi revisada em março/2014: dia 18, citações dos caps. e nts. de RLaurence e RHCharles em Enoque; dia 24, acertos das referidas citações; dia 26, anexa a Síntese da História e acertos entre a quantdd de caps. e suas relações na Nossa História [os inescrutáveis caminhos do Espírito].

...

...
  
          Citei 1 apêndice [Rev. David Aaron Sola] junto a 2 descrições de Enoque na pág. Apócrifos : 

          1] Richard Laurence [1760-1838]

          2] R. H. Charles [1855-1931] 
          
          ... + a infinitude de estudos, livros, revistas, periódicos e sites que tratam do assunto do Livro ... [com 'achâncias e comentâncias' a respeito de 'pontos, vírgulas, parênteses e colchetes' de quem se atêm a copiá-los e 're'distribuí-los na face da luz da espiritualidade - conservação e preocupação com fragmentos que subsistem por milagre frente às trevas dos fatos, descreditados por quem os detém por propriedade na face de 'estudo/s' p/ o bem comum - o descrevi ao final do pos't Do Hino - Meu Entendimento ... da mesma Forma que no post Hino] ...

          ... dessas 'sabedorias' - destiladas pelo interesse alheio firmado nos fatos da carne, por papel que o seja, creditado à parte da Verdade Espiritual : 

          1] Mateus o descreve no cap. 23 [espelho da parábola de Sta. Brígida, I/23] pelos pesados fardos da hipocrisia mórbida de quem se assenta nas cadeiras da sabedoria, ao que fala Lucas [11.52 : 'Ai de vós, intérpretes da Lei! Porque tomastes a chave da ciência; contudo, vós mesmos não entrastes e impedistes os que estavam entrando.'] ...


          2] ao que também fala Timóteo [1 Tm 1.4 : 'nem se ocupem com fábulas e genealogias sem fim, que, antes, promovem discussões do que o serviço de Deus, na fé.'].


          E aqui, uma breve síntese da História :

          O Livro de Enoque foi trazido p/ a Europa por James Bruce em 1773, em 3 cópias ge'ez [antiga língua semítica que se desenvolveu na atual Eritreia e norte da Etiópia no Chifre da África, como a língua dos camponeses]. Um é preservado na Biblioteca Bodleian , outro na Biblioteca Real da França [Bruce apresentou cópia fina e especialmente preparada para Luis XV em Paris], enquanto o 3º foi mantido por Bruce. As cópias não foram utilizadas até o século 19; Silvestre de Sacy, em "Notices sur le livre d'Enoch" [63] incluiu extratos dos livros com traduções latinas (Enoque 1, 2, 5-16, 22 e 32 ). Deste, uma tradução alemã foi feita por Rink, em 1801.

          A primeira tradução em Inglês do manuscrito Bodleian / etíope foi publicado em 1821 por Richard Laurence , intitulado O Livro de Enoque, o profeta : uma produção apócrifa, deveria ter-se perdido no tempo, mas descoberto no fim do século passado, na Abissínia , agora traduzida pela primeira vez a partir de um manuscrito etíope na Biblioteca Bodleian. Oxford, 1821. As edições revisadas apareceram em 1833, 1838, e 1842.


          Por esse tempo, Rev. David Aaron Sola [1796 - 1860] publicou The Proper Names in Scripture [1837]; na mesma época, escreveu Moses the Prophet, Moses Maimonides, and Moses Mendelssohn.

          - em 1838, Notes on Basnage and Milman's History of the Jews ; 
          - em 1839, junto a MJ Raphall , traduziu 18 tratados da Mishná . A obra [manuscrito] tendo chegado às mãos de um membro da Burton Street Synagogue, foi publicado em 1842 sem a permissão dos autores, antes de ter sido revista ou corrigida para a imprensa, e com prefácio anônimo expressar opiniões totalmente opostas às dos de Sola e Raphall.
          - em 1840, conjuntamente com Raphall, começou a publicação de uma tradução em Inglês das Escrituras , juntamente com um comentário. Apenas o primeiro volume, Genesis, foi publicado, em 1844.

...


          Cito estes 4 anos, pela sequência dos justos de Enoque 37-40, ao que fala dos Livros dos filhos [En 104.10,11, em ref. a En 92.12 - sevenfold] ... e inúmeros livros [En 104.8,9]; quanto aos fatos com de Sola e Raphall [outros usurparem da obra], é comum no mundo das aparências [desde o espiritual], em que a Net [hoje] os testifica à face de todos [que os reconhecem].


          De Sola foi preparado e separado pelo Espírito Santo às descrições das Formas da Sua Obra : inexistem informações a respeito das suas escritas aqui citadas [talvez, se eu viajasse às Bibliotecas descritas em busca de informações, as obtivesse] :


          * The Proper Names in Scripture [1837] é uma obra que carece de fontes, e provavelmente refira-se à Bíblia ; seu nome é sugestivo e parece referir-se a : 

          * Signification os the Proper Names, Etc., Occuring im The Book of Enoch, from the Hebrew ans Chaldee Languages [Londres, 1852 ; Isaac Frost], porém, os títulos diferem, dando a entender que não sejam os mesmos livros, carecendo de fontes justas [pois, talvez, ocorreram em conjunto - ou em sequência].

          Signification [1852], tornou-se base de citações de Laurence e Charles [e outros tantos] em traduções que citam-nas, sem descreverem a fonte ; e aqui, na minha descrição do Livro de Enoque [pelo que o Espírito Santo derramou por meus Pais], cito de Sola.


          Da mesma forma que Laurence foi o primeiro a transcrever o Livro de Enoque, também foi o primeiro a que o Espírito me guiou [na solidão de meu quarto, após a 2ª Igreja, em 2008, até 2010, quando enveredei pelas redes sociais, e por daí em diante, até que retornei à escrita]. Quando disto, o livro de RHCharles se abriu e os confrontei.


          Laurence e Charles não diferem no teor do txt, mas na interpretação da escrita ... isto altera o conteúdo, numeração do verso, ordem e quantidade dos capítulos ... consequentemente, causam diferentes entendimentos 'conforme a capacidade de cada um' ... [pela natureza de quem lê o Livro - carnal ou espiritual].


          Pelo Espírito que em mim habita, me ative aos números e vi as dobras das Formas [1] dos caps., na imagem da Nossa Casa até o meu Batismo pela Graça do Espírito Santo , e [2] das nts., na confirmação dos versos [na imagem do I Véu e do II Véu], que assim se apresentou :


          1] Laurence tem 105 caps, sem pgs. de entrada, e o entendi no espelho do nascimento do meu Avô Henrique [1900] até o meu Batismo [2005] : cada capítulo, ref a 1 ano , em que o I Véu, é espelho dos versos [de Laurence] ; 


          2] RHCharles tem 108 caps, com 33 pgs. de entrada [Claredon Press] . No site S.Txts , são 30 pgs. de entrada [Title ; Preface ; Intro ; Abbrev and Symbols]; inicia o livro na pág. 31, até a pág. 154 = 123 págs : e aqui, a lembrança :


          - de que o ministério começou por volta dos 30 anos ;

          - de que, por volta dos 33.3 anos, houve a crucificação ;
          
          Dessa Forma, o Espírito se apresentou no meu retorno das redes a esta descrição, pois nas 123 pgs, vi o espelho da Graça da Sua Ação em minha vida a partir do nascimento do meu Avô Manuel [1890] até a luz do meu Batismo [por entre as árvores da Bios - revistas e firmadas em 2013] : 1890 a 2013 = 123 anos, cada ano por cada pág. ; e assim, a nossa pág. 31 se apresenta em 18/12/31, no nascimento de meu Pai.

          Eis que o II Véu, dobrou, em que as págs. são o espelho das ordens das Formas das versões, que se não vê ... [da mesma Forma que não se vê o Espírito da Obra nas nuvens de link's, aonde residem os verdadeiros  Marcos do Espírito - em maiúsculo por parábola quanto à grandeza de cada Marco derramado em Nossa Vida]!

...

...

sequência : Acerto 2 [Extra]


...

...

2 comentários:

  1. Entre 14 e 24/10/2013, o Livro de Enoque [108 caps.] foi aqui publicado, e atualizado até 11/04/2014. Pág. Diário da Obra [ http://henriel63book4eyes.blogspot.com.br/p/diario.html ], traz os diários anuais e descreve o histórico das publicações, anos 2013 e 2014 : datas e referências do procedimento.

    Hoje, 11/11/2014, das 10:30 hs às 14 hs, cada ponto e vírgula destes 108 cap's foram conferidos, por acerto final de link's [Bíblia II - Genebra, sobre os versículos], p/ back-up geral. .. [e, sequente publicação no Onedrive :
    https://onedrive.live.com/?cid=C48E476DBB34E7FA&id=C48E476DBB34E7FA%213479].

    ResponderExcluir
  2. Este post foi revisado em 05/06/16, no grande acerto e conferência à entrada da Nossa História [Núcleo Casa].
    ...
    Cabeçalho e Comentário desta publicação no facebook :

    Direto do HC : A volta de Cristo, revela-Se a quem Nele crê, por Sua Parábola. Esta, por Sua Luz, diz em Ap. 21.27, do Livro da Vida do Cordeiro [que fala da Sua Vinda, a viver a Sua Vida, para, após seu tempo, escrevê-la]. .. Isto é claro, a quem compreende a palavra : Quem o reconheceria? .. [da mesma forma, simples e humilde?] ..
    1] Da sua Vinda, fala Ap 19.11-16, v.12 que 'tem um nome escrito que ninguém conhece, senão ele mesmo', pois vem da mesma Forma que dantes, Filho de Deus, que vem à Terra na Forma de um carpinteiro, e da Virgem Maria, que vem à Terra na Forma da Arca, casam-se, e geram seus 2 filhos [Anjos do Propiciatório : Ex 25.18].
    2] A viver a Sua Vida, [fala] por Verbo de Deus [Conjugador da/s Forma/s], Vive a Sua Palavra [Conjugadora], no cumprimento da Obra do Seu Retorno, a Sua Dobra conf. a Justiça à Imagem em Adão e Eva, cumprindo o Sangue de Abel na Cruz, e dobrando-Se em Folhas [do Livro de sua Vida] à imagem do sacrifício de Caim que não foi aceito, porque primeiro era o Sangue para então as folhas, cumprindo assim a Dobra da Forma.
    3] Para, após Seu Tempo, fala da dobra do Tempo do Seu Retorno, tanto na Parábola dos 2 mil [côvados : Js 3.4 ; vides : Is 7.23 ; porcos : Mc 5.13] quanto nos 40 anos [Dt 8.1-15] da escadaria da reflexão do caminho em que se vê na dobra de Is 3.24, destruindo-se em cumprimento à Sua Palavra, na Dobra do Sangue e Folhas.
    4] Escrevê-la, fala da Luz do Espírito Santo, no Batismo de Cristo em Seu Retorno, abrindo-lhe a Consciência ao confronto do cumprimento da Palavra, confirmando-lhe o Sangue da Cruz sobre a Cruz das Folhas da confissão de todos os Seus Caminhos, quais é Senhor, revelando-Se.
    Esta é a Luz do Filho Pródigo, que descreve-Se conf. a Sua Capacidade, após reconhecer a Dobra da Sua Obra, pois, sendo Ele a Palavra/Verbo, Conjuga-Se e Cumpre-Se. .. Por isto foi dito aos discípulos, posteriores Apóstolos, 'até que eu volte' [Jo 21.22,23] .. à descrição de toda a Forma das escrituras [Lc 24.13-53] através dos Atos da [Sua] Própria Vida, à que prontificou-Se cumprir .. [Sua Dobra - Ap 11.3,10 : Lv/Nm , conf. Jz 6.25-27, espelho dos bois cevados : Mt 22.4, servidos à Ceia das Almas Justas que estendem a Pele/Veste/Forma do Livro do Cordeiro].
    ...
    Aqueles [alguns] que cumprem Mc 16.15-18, pregam que : 'Ainda que o Senhor não venha, nós pregaremos o Seu Evang.', mas isto dizem, por falta de conhecimento do Verdadeiro Espírito [Santo], pois Ap 1.7 fala q 'vem c/ as nuvens, e todos O verão, até os q O transpassaram', porém, não fala que O reconhecerão, o que verdadeiramente não podem, pois vem a cumprir a Dobra da Sua Forma [Sangue da Cruz / Folhas da Cruz] à Imagem de Lv/Nm [os Bois Cevados : Mt 22.4], Obra totalmente inaudita, inconcebível à carne , ainda que com o Espírito da Palavra , pela Vontade do Espírito do chamado que os transpassa, que se completa no disto do Espírito [da Obra do Retorno] de Cristo.
    ...

    ResponderExcluir