quarta-feira, 16 de março de 2011

Oração !

Post escrito em 26/10/2010, sob o Time, e sob o Echoes! 
...
...
Link: Chance - Rosa de Saron [studio]
...
...


Eu queria ter te conhecido antes;
e o quanto eu queria!
Como eu queria, viu ...
O que não seria ... ?
Não dá pra saber, não é ?
Somente imaginar ,
... e nela ficar ...
e ficar ... e ficar ... !
Ah! O que não seria,
uma vez que não se deu ?
Como saber , não é ?
Pra isto , precisaria ter ... 'virado' , mas ...
E se não se sabe, então,
como imaginar o que deveria ser ? 
Como ?
Quem é capaz de aqui dizê-lo ... ?
À tal ,
seria necessário que se estivesse atrás das grades ,
Pela ousadia do atrevimento à vida ... ao Amor ; 
Por algo que não se tem culpa , mas ...
ainda que cumprisse ,
Assim como eu estou ,
e a tudo vejo , entre esta teia ,
tal por tecido que se fia ,
por dias e dias a fio ... 
e parece não ter fim ...
infinitude do Tempo que É ,
em si mesmo !
Em que só as nuvens me serviram de companhia ,
Ah! Mas eu queria ter te conhecido antes, sim !
E o quanto eu queria, viu ?
Talvez eu não errasse
quando você se aproximasse: talvez !
Talvez eu não tremesse ,
e nem chorasse suor em aflição ,
mas, será que este seria eu ?
Sinceramente,
eu nem sei como eu me portaria ,
mas ainda assim, eu queria;
e o quanto eu queria ... só eu sei !!!
E eu queria, única e exclusivamente
pra poder parar o Tempo, sabe?
Para poder parar o Tempo,
tanto da minha mente, como da tua,
porque eu não cometeria o erro que cometi ;
jamais,
em Tempo algum ... 
Nem se me pedissem ,
e/ou [ Xeque ] implorassem por tal.
Mas, exatamente por isto,
é que aqui estou, e o descrevo ...
Confesso o erro,
e a Falha no Tempo que não parou !

E tanto 'não',
que aqui o Confesso
e por isto é que eu queria, viu ?
Quem sabe, então, o que não seria, 
neste Seu Movimento
Será que você, então,
sentiria a Sua Ação
... assim como em mim, agiu ?
Será que a sua mente,
estaria na minha, 
... 
Por isto é que eu queria,
porque o Hoje inexiste,
fora da imaginação!

###
Ei!
Eu falo com você mesmo! 
É!
Com você mesmo!
###

Com você que me ouve,
e que me conhece :
O  Tempo . O Meu !
O Nosso ... Na Imaginação ...
Com você que o conta, e o reconta, 
mas nada pode fazer : e por quê ?
Por que Ele escorre das tuas mãos,
por entre os teus dedos ?
Quanto são , os que tens :
10, que aqui estão ?
Será que ao uni-las ,
a oração é justa e certa quanto à Forma ?
E qual é a Forma que aqui se apresenta ,
à nossa frente ?
E ainda me atrevo à tal , não ...
que Tempo , vês ?
Porque eu vejo Luz ,
tal como por um fio
que se tece a si mesmo ,
e isto , 
quando se deixa tecer ...
quando se deixa fiar ... e diz :
anda : pega-me por linha ,
coze-me as partes ... retalhadas ... 
e através das minhas mãos , úmidas ,
pelo suor das lágrimas do silêncio da dor da espera
faço da minha língua ,
pela pena dos meus dedos ,
por saliva ,
roca ...
e entrelaço por teia de luz ,
no que aqui te apresento como tecido ... 
como fundo da agulha que se transpassa a linha !
E é aqui ,
que oração da prisão ,
se revela!
As nuvens que me passavam à frente ,
me serviam a linha ;
foi assim que fiei o Tempo que se foi ,
e não volta ...
e Hoje , aqui , à tua frente , este se revela ...
Foram tantas as nuvens ,
que tu mesmo as vês , aqui !
Umas mais ,
outras menos ,
carregadas do seu suor ,
pelo caminho que percorreram até à minha presença ,
e por ti ! 
E é só olhar o brilho da veste que aqui te apresento , 
e ta entrego ... com alegria indizível !
Tal como um manto ,
pela dignidade que tens !
O manto do Tempo ,
pelo ... caminho da prisão : que és !
É difícil fiar o Tempo
Não : nunca foi , não é , e jamais será !
Difícil é ser valente à tal ato ;
ser valente como o Amor é !
E digo o Amor Verdadeiro ,
e não o que por aí se apresenta como tal .
O Verdadeiro não se apresenta
nem se faz passar por : Amor É !
E é aqui ,
na solidão da espera de uma sentença que se cumpre ,
Sem se ter a menor culpa de nada ,
absolutamente nada ,
Que a oração é justa ,
e arrebenta , por eco ,
Em Verdade
As muralhas ,
sejam de qual calabouço for !
E sou eu que a faço , e não tu
e de joelhos ,
em reverência à tua Realeza !
A mim coube a parte do tempo ,
tecido por urdidura de trama ...
e a ti : qual é ?
O que reconheces , pelo que aqui te é dito ?
Anda : a oração foi minha ,
e o rastro dos joelhos esfolados , é meu
Foi assim que fiei palavras durante este tempo de degredo
com os meus olhos voltados à claridade da cela que me conteve
e a única alegria que tive ,
foi a da tua lembrança , e esperança ,
ainda que não soubesse's', quem és ...
... porque não reconhecestes o Tempo !
E ele agora se apresenta à tua frente ,
Em oração , pelo que , Se Revela a Si,
em Grandeza
e a Ti, por mãos e dedos ,
entrelaçados,
em Cc/orpo , Santo !


...

...

11 comentários:

  1. Rui Gabriel de Azevedo16 de mar de 2011 17:39:00

    Pôxa, Henrique: eu podia esperar você escolher qualquer música , menos essa ... E parece que ela foi feita pra estar aqui, nesse lugar, e com estas tuas palavras. Lindo, Primo. Parabéns; que dom que você tem; ainda bem que a gente tá próximo. Abraços! Obrigado por compartilhar!

    ResponderExcluir
  2. Thanks, Ricky, by the invitation.
    Very good what you wrote;
    I'm naked in your front ;
    Congratulations! If everyone were like this ...
    Blessings to you ! Jennyngs

    ResponderExcluir
  3. Nossa...Henrique, irei narrar o começo do emcontro de minha alma , com o sonho que tive nesta manhã, e com o poema em si: Primeiro eu e meus sonhos, fora os que tenho acordada, sempre me mostram caminhos, pessoas, fatos... passados idos , expandidos , futuros, ah os melhores : Os queridos! bem , tive um desses que vc acorda e te faz pensar mesmo que devagar sem aturdir, e que quando começas já não os pára mais , e peguei meu café matinal, melhor dizer, meu balde matinal, e já neste ponto PM da hora que se fazia, afinal foi há pouco...
    Bem, abri face, e tantos outros sites , inclusive o do banco, pois as ctas devem ser pagar independente de um rastro de algo novo na vida , enfim , vi sua msg e cliquei neste seu link, pois bem , só que fui pro face e tinha um diálogo até então mantido por mim e comigo mesma, na qual minha prima se juntou a essa não vã filosofia , e lá vou eu responder e respondo: PRISON'S PARYER...
    Ok, e venho ler seu poema e vejo: PRISON PRAYER...
    ...........................
    ............
    .........
    .....
    ..
    .
    E lhe digo, amei!!!
    Amo esses acasos que não são acasos...
    essa parte foi minha predileta como resposta ÁS minhas filosofias vividas que viraram história de minha mente=coração:

    ..."E digo o amor verdadeiro ,
    e não o que por aí se apresenta como tal .
    O Verdadeiro não se apresenta
    nem se faz passar por : Amor É !"...

    Pois cá estou, feliz , aturdida, aliás maravilhosamente aturdida, encontrada e decidida!!
    a ser , a querer , a fazer, a ser, sempre ser !!!
    Graças a Deus no meio do caos de viver sempre achamos pérolas pra querer amanhececer todos os dias !!

    bjs no coração, melhor nessa cabecinha linda que vc tem !!

    Evinha

    ResponderExcluir
  4. É o Mateus , hg; pôxa : isto não é um poema ; isto é um ENSAIO DE LAUDA ; você dividiu em 10 partes ? Cada uma das partes , fala uma história , hg ! O que é que você vai fazer agora ? Vai distribuir esse entendimento por 10 post's diferentes e independentes ? Você é muito louco , isso sim ... Tá retirando o véu da sua alma , e de todos ... eo som?? demais, cai como uma luva. se isso não eh loucura eu ja não sei mais nada

    ResponderExcluir
  5. thank you henrique....im honored to be here ... i really like your poetry prison prayer .... you have good sense of words :)

    ResponderExcluir
  6. I saw it, Ricky; and is always so; you can never say anything; any thing you say is enough to erroneous understandings; and we never know what's really behind, there is Truth?
    Patience, my friend; you're a great guy ; fine people ... even , and so ... continues to write, do not stop ! From your friend - OJ

    ResponderExcluir
  7. Um belo repassar do amor sentido em toda a sua plenitude...ante o tempo que se tinha e que se foi... sem se poder vivência-lo em toda a sua magia!
    Amor sofrido...amor não retribuido...amor não consumado...esse é o real sentimento que nos transmite claramente na sua fluência nata em poetizar!Parabéns por conseguir nos envolver em tal sentimento de forma tão profunda!!!

    ResponderExcluir
  8. Impeccable

    "Be Impeccable With Your Word. Speak with integrity. Say only what you mean. Avoid using the word to speak against yourself or to gossip about others. Use the power of your word in the direction of truth and love."
    ~ Miguel Angel Ruiz

    "Perfection is achieved, not when there is nothing more to add, but when there is nothing left to take away."
    ~Antoine de Saint-Exupéry


    While perfection is unattainable, impeccability is. Impeccability is purity in thought and action. Analyze your emotions to peel back the layers of the Ego to see the true nature underneath. This allows us to be and act at a more elevated perception of ourselves and others than just from the position of Ego.

    Together we see clearly,
    Humanity Healing Team

    ResponderExcluir
  9. Henrique

    We're folding us in reverence at thee, by your word.
    The Universe made themselves in itself , to Thee, Sir.
    Lauded be your name, your steps, your mind ,
    by your heart, the right way. Thank you, sir.
    Blessings from Him into your live and soul !

    om satchitananda parabramha
    puroshothama paramatma
    shri bhagvati sametha
    shri bhagavate namaha
    hari om tat sat

    Namaste

    ResponderExcluir
  10. Amei Henrique, simplesmente o máximo, a parte que mais gostei foi a quarta, você conseguiu descrever o amor de varias formas e está ideia de dividir o poema foi demais, parabéns

    ResponderExcluir
  11. Bom dia Henrique,gostei muito obrigado e boa sorte....Continue pois só assim vencera,um beijinho de luz e carinho...

    ResponderExcluir